27 de julho de 2011

A Cruz Solar

A cruz solar ou a roda solar dentro de um círculo, foi considerada como um símbolo sagrado que representava o Sol desde os tempos pré-cristãos. Os antigos viam o tempo como uma roda, um círculo sem começo e nem fim. O círculo e a cruz são símbolos universais de antigas culturas, encontrados no mundo todo.

Para os celtas o círculo significa o infinito e a cruz, ao se estender para os lados, simboliza os Quatro Grandes Festivais Celtas: Samhain, Imbolc, Beltane e Lughnasadh.

No folclore irlandês a Cruz Solar é associada à Brighid.

A cruz e outros símbolos indo-europeus, assim como os nós celtas (entrelaçamentos), podem ser encontrados em peças de uso pessoal e até mesmo em armas de guerra, possivelmente com o propósito de se obter boa sorte, proteção e vitória.

Os celtas acreditavam que o centro da roda era o local, onde o céu e a terra se encontram, ou seja, o lugar onde a alma poderia alcançar a total iluminação... A eterna conexão entre os mundos!

Leia também: Sugestão para celebrar Imbolc

Bênçãos plenas do Céu, da Terra e do Mar!

Rowena Arnehoy Seneween ®

Extraído do livro Brumas do Tempo
Poesias, pensamentos e ritos druídicos
Todos os direitos reservados.



2 de julho de 2011

As Espirais Celtas

As espirais celtas são encontradas em vários artefatos e construções antigas, o seu significado reside na beleza e na simplicidade dos seus traços. Geralmente, representam o equilíbrio do universo dentro de nós, ou seja, o equilíbrio espiritual interior e a consciência exterior.

Newgrange no Condado de Meath, Irlanda.
Os antigos túmulos megalíticos de Newgrange, Knowth, Dowth, Fourknocks, Loughcrew e Tara, na Irlanda, são exemplos maravilhosos de espirais, anterior aos celtas, conhecidos como "As Espirais da Vida" e que representam o ciclo da vida, da morte e do renascimento. Elas formam um padrão que começa pelo centro e se deslocam para fora ou para dentro, conforme a sua configuração. Os símbolos celtas, geralmente, são formados por espirais simples, duplas e triplas.

- Espirais Simples: As espirais em sentido horário representam o sol de verão (a expansão) e no sentido anti-horário o sol de inverno (a proteção). Representam os solstícios.

- Espirais Duplas: As espirais duplas representam, o equilíbrio, através dos equinócios da primavera e do outono.

- Espirais Triplas: As espirais triplas representam a união dos Três Reinos Celtas: Céu, Terra e Mar.

Os movimentos podem ser no sentido horário ou anti-horário.

As espirais com movimentos no sentido horário estão associadas ao Sol e à harmonia com a Terra ou movimentos que representam à expansão e à atração, em relação ao centro. Por outro lado, as espirais com movimentos no sentido anti-horário estão associadas à manipulação da natureza e aos encantamentos que visam à interiorização e à transmutação de energias, assim como a proteção.

Os símbolos indo-europeus são inspirações sagradas que ampliam a consciência, despertando sutilmente nosso interesse ancestral por essa misteriosa cultura, além de nos possibilitar acessar um mundo repleto de novas experiências. Enfim, as espirais da vida são movimentos que representam a criação e a eternidade da alma!

Bênçãos plenas do Céu, da Terra e do Mar!

Rowena Arnehoy Seneween ®

Extraído do livro Brumas do Tempo
Poesias, pensamentos e ritos druídicos
Todos os direitos reservados.